Governo do Estado do Espírito Santo

12/06/2018 | Press release | Distributed by Public on 12/06/2018 17:43

Programa de Iniciação Científica Júnior 2019: São Mateus e Cachoeiro lideram em quantidade de projetos

No próximo ano, 113 pesquisas começam a ser desenvolvidas com alunos de escolas públicas dos níveis fundamental e médio no Espírito Santo. A maioria será coordenada por instituições de ensino e pesquisa presentes no interior capixaba, com destaque para os municípios de São Mateus, com 22 projetos, e Cachoeiro de Itapemirim, com 20 pesquisas.

Os recursos para as bolsas vêm do edital do Programa de Iniciação Científica Júnior (PIC Jr.) lançado neste ano pelo Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes). As contratações dos projetos foram finalizadas nesta semana.

Entre os temas, serão estudados a qualidade da água, manejo fitossanitário, meteorologia, desenvolvimento de produtos e gravidez na adolescência, por exemplo, mas os assuntos são variados.

'Os alunos da educação básica que participam dos projetos se tornarão cidadãos com senso crítico em relação ao mundo, mesmo não seguindo carreiras acadêmicas. A ciência é importante no mundo contemporâneo, não só pelo desenvolvimento de tecnologias e inovação, mas também para derrubar misticismos', considera o diretor-presidente da Fapes, José Antonio Bof Buffon.

A lista de projetos e de instituições aprovadas no Edital Fapes/CNPq nº 13/2018 foi divulgada no www.fapes.es.gov.br. As propostas serão desenvolvidas por alunos e professores de escolas da rede pública, sob coordenação de pesquisadores de universidades e faculdades sediadas no Espírito Santo.

O programa se baseia em um projeto coordenado por um pesquisador de uma instituição e as equipes de alunos realizam as atividades acompanhados de um professor da escola e de um monitor, que é estudante de curso de graduação. O professor, que ministra uma disciplina relacionada com o projeto de pesquisa, atua como tutor dos alunos. O papel dele é auxiliar na execução das atividades do projeto e na atualização do conhecimento teórico a respeito do tema desenvolvido.

A Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) lidera em quantidade e vai coordenar 39 pesquisas, enquanto o Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), o segundo em volume, terá 34 projetos, em ambos os casos distribuídos pelos vários campi das instituições no Estado. Outras instituições de destaque são o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), o Centro Universitário São Camilo e a Multivix.

Informações à imprensa:

Assessoria de Comunicação/Fapes

(27) 3636-1867

Fernanda Magalhães: [email protected] / 99812-3072

Mike Figueiredo: [email protected] / 99309-7100