AES - Associação Espírito Santense

01/24/2020 | News release | Distributed by Public on 01/24/2020 17:59

Municípios do Espírito Santo recebem ajuda da ADRA após desastre natural

[Attachment]

Servidores da agência humanitária adventista avaliam danos em uma das regiões (Foto: Divulgação)

Como você se sentiria se visse sua casa coberta de lama? E se olhasse para a rua e descobrisse que seu carro havia sido levado por uma chuva avassaladora? Segundo relatório divulgado pela Defesa Civil do Espírito Santo, esse sentimento de impotência atingiu mais de 400 pessoas ao perceberem que um verdadeiro desastre acontecera.

Desde o início desta semana, a Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA), Regional Espírito Santo, esteve engajada em ajudar as famílias e comunidades que foram atingidas pela chuva que assolou o Sul do Estado na última sexta-feira, 17. O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, decretou estado de calamidade pública para os municípios de Iconha, Alfredo Chaves, Vargem Alta e Rio Novo do Sul.

Leia também:

Cerca de 20 colaboradores da ADRA se mobilizaram para auxiliar na distribuição de alimentos, produtos de limpeza, água mineral, dentre outras necessidades materiais, para os moradores das redondezas.

Nas cidades mais afetadas, a água chegou a atingir mais de 249 milímetros de volume nas últimas 24 horas. Foram incontáveis prejuízos, que vão de casas alagadas até o teto, carros arrastados pela água em meio à correnteza até árvores caídas.

[Attachment]

Além de entregar donativos, a equipe da ADRA ajudou na limpeza das regiões atingidas (Foto: Divulgação)

Auxílio imediato

Os servidores da agência humanitária adventista também auxiliaram na retirada de lama das casas e ruas. Uma das pessoas beneficiadas foi Brunella De Nadai, moradora do município de Iconha. Ela e sua família saíram para comer pizza e no caminho perceberam que todos os seus vizinhos estavam dirigindo seus carros para o alto de um monte, fugindo do cenário de destruição e sujeira que a chuva estava provocando. 'Quando vi tudo perdido e destruído, só pensei como ficaria a vida da minha família depois de tudo. Trabalho, escola, nosso psicológico. Por um momento me senti um nada', descreve.

Além de perder todos os seus pertences, Brunella não perdeu a fé para reconstruir sua vida e de sua família, e agradece a equipe de colaboradores da ADRA pela ajuda no momento mais crítico. 'Se não fosse a solidariedade das pessoas, não poderíamos viver. Vamos tentando superar dia após dia. Não é fácil, mas com fé, esperança e amor conseguiremos', projeta.

A ADRA conseguiu arrecadar materiais de limpeza, alimentos, água mineral, móveis, roupas e produtos descartáveis. Mas além disso, a entidade acionou o plano de atendimento a situações de emergência e conseguirá beneficiar centenas de pessoas com doações somadas em cerca de 80 mil reais. Os responsáveis pela gestão de emergências irão se reunir com a Secretaria de Assistência Social de Iconha, município mais afetado até o momento, e discutirão a melhor forma de distribuição dos donativos para as famílias desalojadas e que se encontram em situação de desamparo.

[Attachment]

Moradores dos municípios atingidos receberam alimentos, produtos de limpeza e água mineral (Foto: Divulgação)

'Neste momento, unimos forças e nos sentimos desafiados a servir ao próximo, que foi afetado pelas chuvas, trazendo suprimentos e recursos para amenizar as perdas e praticar a solidariedade. Agradecemos aos doadores que através de nosso apelo nas redes sociais fizeram sua contribuição e confiaram na entidade que leva amor, solidariedade e recursos nesse momento de tragédia', ressalta com gratidão o diretor regional da ADRA para o Espírito Santo, Clairton de Oliveira.

Para fazer sua doação e saber como colaborar, visite: adra.org.br