Results

Governo do Estado do Amapá

01/12/2018 | News release | Distributed by Public on 01/12/2018 17:27

Governo fará manutenção predial em escolas dos 16 municípios

Cerca de 70 unidades de ensino vão receber serviços de recuperação.

Ordem de serviço para o início das obras na Escola Foz do Rio Matapi, em Santana, foi entregue nesta sexta-feira

O Governo do Amapá fará manutenção predial em cerca de 70 escolas da rede estadual de ensino nos 16 municípios, a partir deste ano. A Escola Estadual Foz do Rio Matapi, localizada no Elesbão, em Santana, foi a primeira unidade a receber a ordem de serviço para os trabalhos, nesta sexta-feira, 12. Serão investidos R$ 252 mil, incluindo a revitalização na parte elétrica da unidade escolar.

A primeira etapa dos trabalhos deve começar na segunda-feira, 15. A manutenção inclui a recuperação do telhado, instalações hidrossanitárias, muro, serviços na cozinha, piso, pintura entre outros. Haverá intervenção em todos os ambientes da escola. Na segunda fase, será realizada a recuperação das instalações elétricas. A Secretaria de Estado da Educação (Seed) fará visitas técnicas para acompanhar o andamento das manutenções.

Estudantes, pais de alunos, professores e toda a comunidade escolar acompanharam a entrega da ordem de serviço feita pelas mãos da secretária de Educação, Goreth Sousa. A gestora ouviu os presentes, enfatizou a importância do investimento e ressaltou que 'é direito da população uma escola adequada e é responsabilidade de todos zelar por ela'.

A equipe gestora da escola e os responsáveis pelos estudantes não esconderam a emoção do momento. A dona de casa e mãe de um dos alunos, Vanessa Souto, de 38 anos, falou da expectativa em ver a escola com outra 'cara'. 'Estou muito feliz e espero que a nossa escola seja recuperada e volte a atender aos moradores da região', declarou.

Por conta das condições do telhado, os estudantes do Ensino Fundamental II tiveram que ser remanejados para a Escola Estadual Alberto Santos Dumont, situada próximo à Escola Foz do Matapi. Apenas os alunos do Ensino Fundamental I permaneceram e não terão o calendário escolar prejudicado por conta das obras. A escola também atende a turmas da Educação de Jovens e Adultos (EJA) no turno da noite.